Fale conosco: (31) 3464-0765 ou 3412-5970

Rua Meyer, 102, Caiçara - Belo Horizonte Ver localização

Mar 11

Uso de SILICEA 30CH associada ao metronidazol em tratamento de ferida necrosada em cão

Uso de SILICEA 30CH associada ao metronidazol em tratamento de ferida necrosada em cão

Justificativa: devido a tentativas terapêuticas com evolução desfavorável do quadro, o paciente foi encaminhado para nova abordagem, com possibilidade de inclusão da homeopatia.

Objetivo: relatar a evolução favorável de tratamento de ferida crônica necrosada com associação de Silicea 30CH e metronidazol em cão.

Método: Cão, raça pinscher, 14 anos e 6,0kg foi submetido à cirurgia de orquiectomia bilateral devido a suspeita de tumor testicular. Houve deiscência da ferida cirúrgica com ruptura de pontos e drenagem de material purulento, segundo relato. Este quadro estava evoluindo há cerca de 30 dias, desfavoravelmente. No momento do atendimento, foram observados: ferida cirúrgica aberta com abundante material purulento; aumento de volume na região da bolsa escrotal com edema, hiperemia e necrose na região adjacente. Havia miíase e hérnia perineal unilateral (confirmada mediante ultra-sonografia). Leucograma: 32.000 leucócitos/mm3 . Durante a internação, apresentou vômitos freqüentes. O paciente foi internado e medicado com ranitidina, metoclopramida, amoxicilina+clavulanato, enrofloxacina, fluidoterapia endovenosa (por 48 horas), Capstar e cuidados de enfermagem. Não foi observada melhora significativa com este protocolo, quando então foram introduzidos Silicea 30CH (duas doses em intervalo de três dias) e metronidazol via oral.

Resultado: Após cerca de 24 horas, a ferida apresentava-se significativamente melhor com surgimento de dois pontos de drenagem na região ventral, próximos ao pênis, através dos quais houve expulsão de fragmentos de fios de algodão. À partir do terceiro dia deste tratamento, os pontos de drenagem demonstravam sinais de cicatrização, fluxo de pus quase ausente e melhoria progressiva. Com a significativa melhora, o paciente foi encaminhado para cirurgia de correção da hérnia perineal, tendo boa evolução. Após 19 dias de internação, recebeu alta hospitalar. A utilização deste tratamento favoreceu a formação de pontos de drenagem e expulsão de material (fio de algodão) com rápida melhoria do quadro.

Conclusão: após a utilização de Silicea 30CH associada ao metronidazol, ocorreu a expulsão de corpo estranho de ferida necrosada e sua cicatrização, no presente caso.
TRABALHO APRESENTADO POR DENERSON FERREIRA ROCHA NO xxxI CONGRESSO BRASILEIRO DE HOMEOPATIA

No comments yet.

Add a comment